quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Estás doente...

Acordas-te um pouco entupido de manhã, nada de especial és forte. Mas foste piorando, ficas-te mais quieto, não lanchas-te pedis-te várias vezes para ir para a cama. Ficas-te mais sossegado que o habitual. E adormeces-te depressa. Acordas-te pouco depois a chorar e a gemer. Fui buscar-te. O pai está a dormir mal na sala. E eu não consigo pregar olho... Meses, remexes, choras, genes e procuras-me na cama. Não suporto ver-te assim. Custa-me por-te soro no nariz enquanto choras mas é para teu bem. O pai e a avó fazem-me sentir pior porque para eles estou a fazer-te sofrer. Queria ter eu as dores, e respiração irregular. Dou-te mimos e sinto-me culpada, afinal o meu dever é proteger-te...

3 comentários:

Rainha disse...

É tão dificil vê-los doentes. A mina G. também anda adoentada. E que noites tem dado... Beijinho e melhoras rápidas

disse...

é verdade que custa (e não é pouco), custa vê-los doentes porque não percebem o que se passa...custa ter de os tratar...mas tens mesmo de pôr soro (às carradas como eu faço, 4 tubos por dia!), tens mesmo de o tentar ter limpinho, é assim que se evitam as complicações!
e já sabes..daqui a nada ele aprende a assoar-se sozinho (uma vitoria equivalente ao desfralde), tudo fica mais fácil, e depois conforme cresce cada vez fica menos vezes doente e com menos intensidade!
as melhoras rapidinhas!

Chris ♥ disse...

Ohh... tadinho do Rafael. Espero que melhor depressa. Um beijinho muito grande