sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

O Bullyng tão perto...

Uma criança de 11 anos é vitima de "Bullyng" verbal na escola há uns meses. Cansada de ser contantemente "enxovalhada" pelos colegas decidiu contar à directora de turma que desvalorizou. A mãe vendo a alteração no comportamento da filha tentou saber mais, mas provavelmente também não deu a devida importância. Esta criança foi aluna de mérito no ano anterior, as notas variam entre cincos e cincos, e é essa a razão de ser gozada e agredida verbalmente na escola. As notas baixaram, deixou de participar nas aulas, começou a dizer que não queria ir à escola e finalmente cortou os braços com um vidro por não "aguentar mais". E só quando houve sangue e auto-mutilação é que as campainhas de alarme soaram... e toda a gente se preocupou. Reuniram na escola professores e pais, e a mãe do menino que começou tudo isto e influenciou os outros. Mas o mal está feito, irremediavelmente esta criança não esquecerá jamais o que lhe disseram, a escola outrora o paraíso passa agora a ser uma especie de obrigação a evitar a todo o custo. Ela é apenas uma criança...e não é uma noticia horrivel de um jornal. É da minha familia, é próxima de mim... e dá um medo que isto se repita com ela, ou com outro... até com o meu um dia.
É a minha Dani, e nunca devia ter passado por isto... quem me dera poder ter estado no lugar dela...

És linda e amamos-te muito.

4 comentários:

Rainha disse...

Tenho uma menina dessa idade e tanto medo destas situações... Pior: medo de não dar por elas a tempo. Um beijinho para a tua menina

Chris ♥ disse...

Nem sei o que escrever... com 11 anos apenas e a passar por tamanha crueldade... Espero que o futuro lhe seja risonho!!!
Beijinho

Mamã Petra disse...

Tenho medo, medo que os meus sofram, medo que os meus façam sofrer, hoje em dia acho que o medo está sempre presente. Beijinhos grandes para ela e para a familia.

Mamã da Caroxinha disse...

Lamento muito que ela tenha passado por isso,o bullyng é um pesadelo nos dias de hoje...
Espero que apesar de tudo aquilo porque passou a tua menina consiga ultrapassar este medo e dê a volta à situação.
Beijocas