terça-feira, 24 de julho de 2012

Eu...

Eu sou aquela que trilhou e desbravou o caminho da vida! Eu sou aquela que nunca encontrou facilidades, que duvida que as coisas boas aconteçam sem ter de se dar em troca.
Eu sou aquela que sonhou com uma vida, a vida inteira. E que teve de largar tudo para ter VIDA de volta. Eu sou aquela que chora com a injustiça e o sofrimento, eu sou aquela que quer e procura, mas nem sempre encontra. Eu sou a que dá o ombro, o braço e o abraço, mas que não o tem quando precisa de um. Eu amo incondicionalmente, mas também consigo sentir os piores dos sentimentos... e atrevo-me a dizer, que consigo sentir ódio.
Eu tive coragem, mas tenho mais medo. Eu fui abençoada pelo melhor da vida, mas tive de ir ao fundo e voltar a erguer-me para viver isso com alguma sanidade e felicidade.
Eu sou capaz do melhor, e sinto que serei capaz do pior. Eu tenho capacidade para perdoar, mas dificilmente esqueço... Eu procuro como toda a gente a felicidade, e nessa ânsia de a encontrar, nem sempre o quanto verdadeiramente sou feliz. Eu tenho em mim a tolerância e a insatisfação, a dor da perda e dádiva do ganho...
No fundo eu vivo, e tenho muita sorte por ser aquela que é amada e compreendida!

1 comentário:

Cris ♥ disse...

Querida Cláudia este texto comoveu-me... senti-o como se fosse meu... eu poderia ter escrito cada palavra, cada virgula e cada ponto...
Espero do fundo do coração que a vida te sorria!!!