segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Hoje de manhã...

Chorei como há anos não chorava. Chorei com uma dor profunda que me atingiu o peito ao perceber que confio nas pessoas e sou sempre surpreendida. O Nuno bem me avisa!
Estava marcada para hoje a Conferência de Pais, tinhamos tudo alinhavado e tinhamos concordado com o que estava estipulado para já. Dado que o Rafael ainda é muito pequenino, não iamos combinar visitas fora nem Natal e essas coisas. Mas o outro resolveu que assim não estava bem. E quer que o Rafael vá passar férias e fins-de-semana ao Porto. A juiza concordou que nunca antes dos 3 anos, mas o procurador do ministério público entendeu que o pai tão empenhado, tão humilde, devia ter direito às férias e ás festas... Doeu demais, senti-me traída e enganada. Nunca lhe recusei uma visita, nem me recuso a deixá-lo ir. Apenas quero que ele entenda porque vai e que não o estou a abandonar! Estarei errada?
Ele vem vê-lo em casa da minha mãe, de 3 em 3 semanas ao sábado e até almoça e fica o tempo que quiser, nunca pagou nada ou deu sustento ao filho, traz quem quer e bem lhe apetece e eu já disse que em Dezembro o levo ao Porto, para conhecer o resto da familia e ele faz-me isto? Chorei convulsivamente na sala de audiências, não me consegui controlar, fiquei envergonhada mas cedi à pressão e aos nervos e chorei de dor, de raiva e de tristeza... Já estou mais calma, porque o Nuno me trouxe, ficou comigo e fez-me ver que pouco vai mudar para já. Mas o meu coração está pequenino, pequenino...

5 comentários:

- Futura mãmã ! disse...

E muito dificil lidar com essa situação ne :/
Tudo correra pelo melhor amiga...Fico torcendo...e chora sim, que nao faz mal e nos acalma...

Beijinho

Mamã da Caroxinha disse...

Bolas Cláudia, que situação...nem sei bem o que te diga...acho muito injusto submeter o Rafael tão pequenino a uma crueldade dessas que é ficar sem ti para ir para o "pai" que ele mal conhece...
nem imagino a tua dor, mas sabes que estou aqui sempre para te ouvir!
Felizmente tens o Nuno que te ajuda a ultrapassar estas situações, mas acredito que não seja nada fácil...
Espero que o juíz reconsidere e não te obrige a ficar sem o teu filho por períodos longos...
Depois quando o Rafael for mais crescido ele decidirá o que fazer! Mas agora de quem ele precisa mesmo é de ti!!!
Chora, berra, esperneia se for preciso...não cales essa dor que te faz mal.
beijocas grandes

disse...

Olha...mas afinal a ultima versão foi mesmo a do "antes dos 3 anos não" não foi?
É realmente uma situação mesmo do "arco da velha"...que se vai acabar por resolver...reza para que "ele" arranje depressa uma família, isso vai ajudar a partir para outra!
Por outro lado para o Rafael tb é bom saber que não foi abandonado pelo pai biológico...mais tarde isso pode ser muito doloroso....
É preciso seres mesmo muito muito corajosa...engolir em seco...pedir forças a Deus...e desabafares sempre...eu nem imagino a dor que é....um preço alto...

Nocas disse...

É uma situação complicada sem dúvida... Beijinhos e força!!!

Sónia disse...

Bem querida que situação a tua. Espero que tudo se resolva pelo melhor.
Beijinhos e força!