segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Duvida...

Eu penso e penso e volto a pensar e não vislumbro solução.

Como vocês sabem o pai do Rafael não é o Nuno, mas eu (secalhar estou a ser injusta) queria muito que o Nuno o registasse como filho dele. Por muitas razões afectivas e por outras tantas práticas. Falei com o pai e ele foi "politicamente correcto" a responder-me e disse-me que não. Eu até sou calma, mas passei-me e disse-lhe que ele não era o pai. Ora, a resposta veio da mãe dele, a dizer que os avós paternos iam pedir o teste de paternidade e posteriormente a guarda do menino. Fiquei mais triste que preocupada, porque o meu filho nem um pai biológico maduro o suficiente para lutar por ele tem e porque a culpa disto tudo é minha. Ás vezes penso que me devia ter casado com ele como eles queriam e pronto. Eu era infeliz, mas o meu filho não viveria no meio desta "guerra". Na verdade tenho imensas dúvidas e o que me apetecia era registar o Rafael como sendo nosso. Sendo que lhe contaria sempre a verdade. Morro de medo que ele o possa levar. Que um juiz que não o conhece lhe dê oportunidade de ficar com ele.

Será crime registar o bebé em nome do Nuno, ou pai será quem eu digo que é?? Era bom...
Estarei a ser injusta?

4 comentários:

Filipa Serrão Oliveira disse...

infelizmente qualquer teste de paternidade tiraria a dúvida e poderia agravar a questão para o teu lado por estares a prestar falsas informações porque facilmente provavam que tu sabias quem era o pai biológico. É injusto, mas é assim. Quanto à guarda do rafael não é tão simples como o "pai" dele julga. Não é comum um juiz retirar o filho à mãe, apenas se as condições forem muito complicadas.
Espero que tenhas sorte. E pai é quem cria e não quem fez. Se lhe ensinares sempre isso podes poupá-lo a algumas guerras. Mas o pai biológico terá sempre os seus direitos. É uma situação muito complicada e sobretudo chata, para ti e para o menino. Boa sorte! Com calma e paciência tudo se resolve. Já consultaste um advogado para saber?

Claudia disse...

Obrigada Filipa. Vou consultar, mas sei que tens razão, tambem já pensei nisso. E até tenho medo da resposta... :-(

Mamã do Príncipe Pipoca disse...

Acho que a Filipa disse tudo. Acho que pela lei tens mesmo que registar o nome do pai biológico mas lá está, serás sempre tu, aliás a vocês os responsáveis por criar harmonia nessa situação. Tenta, mas tenta a todo o custo evitar as guerras, será sempre o teu filho a sofrer mais com elas. Não estou a dizer que será fácil fazê-lo, mas tenta. Beijinhos e força!

Mami ( Sónia ) disse...

Acho que a Filipa disse tudo, e como disse tambem a Mamã Pipoca tens de te calma nesta situação e tentar fazer tudo para que não existam estas guerras, pois quem vai sofrer vai ser o teu filho.
Tem calma e faz as coisas com calma e ponderação.fizeste bem em arranjar um advogado.

Coragem e muita força

Beijinhos