sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Coração mais leve...

Fui hoje de manhã à advogada. Gostei dela. Fiquei mais calma com algumas coisas e triste por ter levado um choque de realidade com outras. É engraçado que apesar de sabermos que "é assim", só quando ouvimos é que nos apercebemos do quão é real. Nunca pensei que viria a enfrentar uma situação destas, nem sujeitar um filho meu a isto, mas a vida é imprevisivel e nós temos capacidades extra onde nem sabemos.
Assim, registá-lo em nome do Nuno é possível e não cometemos nenhum crime, apenas deixamos o pai biológico mais furioso e enfrentamos a seguir o tribunal, o teste de paternidade e a mudança de nome. As visitas não serão bem como ele julga, a toda a hora, sem regulação de poder paternal, decido eu, o tempo e o dia enquanto ele for bebé, só o pode ver comigo, para mudar isso depois, tem de recorrer ao tribunal. Ela aconselhou a ser eu a pedir a regulação do poder paternal, logo que ele nasça e antes do pai pedir.
Relativamente a estar com o pai é melhor preocupar-me com isso só quando for a altura, se não dou em louca. Aviso importante dela: se ele já ameaçou levá.lo, é melhor NUNCA o deixar sózinho com o pai enquanto ele for bebé.
Doi-me muito que não seja o Nuno o pai com direitos, pois os deveres serão dele, tenho a certeza. Custa perceber que o meu filho será uma criança dividida. Nem quero pensar no momento em que tenho de o deixar ir com um pai tão pouco responsável e que diz constantemente que o leva e que ele será defeciente. Mas o meu coração acalmou e pelo menos sei que não estou a agir mal, nem a dizer coisas que não devo quando me provocam.
E tentarei viver um dia de cada vez, pelo menos em relação a isto, porque o Rafael merece :-)

3 comentários:

Mami ( Sónia ) disse...

Ao menos já sabes com que linhas podes cozer. Agora vive um dia de cada vez e com calma. aproveita o teu filho e o teu companheiro, que é um grande homem. Não te penalizes tanto minha querida.

Beijo grande

Mamã da Caroxinha disse...

É difícil viver sempre de coração nas mãos minha linda, por isso relaxa e aproveita o Homem que tens a teu lado!
Agora já sabes o que te espera, aquilo que podes fazer, mas sofrer por antecipação não é bom...por ti e pelo Rafael, tem calma e sim, vive um dia de cada vez: "carpe diem"!

Beijos

Mamã do Príncipe Pipoca disse...

Foi o melhor que fizeste, agora faz como já te disseram tenta gozar estes últimos tempos de gravidez o melhor possível acredita que vais sentir saudades da tua barriguinha.
Tenta não dar razões ao pai biológico para falar mesmo nas discussões é preferível engolires um sapo ou outro vais ver que depois passa-te e vives melhor assim...Olha que viver em guerra será muito desgastante para a tua família. E se fores a bem há coisas muito mais fáceis de conquistar...