quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Primeiro Beijo...

Há 18 anos atrás acordei a sentir "borboletas na barriga". Uma vontade incrivel de estar com ele, de o abraçar, de o sentir meu.
Na noite anterior aconteceu o nosso primeiro beijo. Nunca mais o esqueci, nem as palavras que ele me disse. Tinha 16 anos e senti-me a rapariga mais feliz do mundo. Não sabia se era para durar, se ia correr bem, mas tinha a certeza que ele era especial.
Há 18 anos, nasceu o nosso amor que se foi consolidando aos poucos, sem pressas nem atribulações. Depois tive a certeza que ele era o tal. E entretanto perdi essa certeza. E voltei a ganhá-la vezes sem fim durante estes 18 anos. Em 18 anos acontece muita coisa, e connosco não foi diferente. Uma separação, uma fraqueza da minha parte. Um recomeço que só foi possível porque durante 18 anos consolidamos o nosso amor com todos os ALTOS e baixos, que nos foram ensinando que nada é certo, que nada está garantido.
18 anos depois, já não sinto "borboletas na barriga" mas o meu coração fica mais feliz quando estamos juntos, já não estremeço quando ele chega, mas sorrio interiormente e agradeço ao todo poderoso por estarmos juntos. É um amor mais maduro, mais sofrido, mais cresido, mas não deixa de ser um amor. Com 18 anos.

2 comentários:

disse...

Linda esta homenagem!votos de mta felicidade..e lembra-te..nas alturas mais difíceis recorda essa manhã e a borboletas na barriga ;)

Mamã do Príncipe Pipoca disse...

Cláudia, são esses AMORES assim que são GRANDES e valem a pena, quem me dera ter a "benesse" de ter um AMOR assim... Estima-o sempre! Beijinhos grandes